Menu
segunda, 15 de outubro de 2018
Cidade

Newton Lima comemora escolha de São Carlos para receber fábrica de medicamentos biossimilares

05 Set 2014 - 17h12

O deputado federal Newton Lima (PT) comemorou a escolha de São Carlos para receber uma unidade da Orygen, fábrica de medicamentos biossimilares formada pela joint venture dos laboratórios nacionais Biolab e Eurofarma. Segundo matéria publicada nesta sexta-feira (5), no jornal Valor Econômico, o projeto prevê investimentos de R$ 500 milhões. Biossimilares são medicamentos biológicos feitos a partir de material vivo e manufaturado em processos que envolvem medicina personalizada e biologia molecular.

De acordo com o representante do grupo Orygen, Andrew Simpson, a escolha de São Carlos considerou a oferta de mão de obra especializada, a presença de universidades e a vocação tecnológica do município. “Desde que assumi a Prefeitura, em 2001, trabalhei para que São Carlos se estruturasse cada vez mais para receber este tipo de investimento”, destacou Newton Lima.

O deputado lembrou que em 2005, no seu segundo mandato de prefeito, começou a ser gestado o Centro de Inovação, Ciência e Tecnologia na Área de Saúde (Citesc) – uma parceria entre as universidades, Instituto Inova e os ministérios da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Inovação. O governo da presidenta Dilma Rousseff liberou, em 2011, R$ 6,9 milhões para o Citesc, que está em construção no Parque Eco-Tecnológico Damha.

“O Citesc nasceu para reunir e incentivar as diversas pesquisas na área de saúde já desenvolvidas em São Carlos. Além disso, o Centro está ligado à conquista do curso de Medicina e ao Hospital-Escola”, lembrou Newton Lima. “O objetivo central é incentivar a produção de equipamentos e medicamentos a baixo custo para a população”, frisou. 

Estratégico – A implantação desta fábrica, ainda segundo Newton Lima, faz parte de um projeto maior do governo da presidenta Dilma para incentivar a produção de medicamentos no Brasil. “As Parcerias para Desenvolvimento Produtivo (PDP’s) foram implantadas pelo então ministro da Saúde Alexandre Padilha no Governo Dilma, e irá garantir a produção de medicamentos 100% nacionais, o que é fundamental para a indústria brasileira e também para a segurança dos pacientes atendidos pelo SUS”, salientou.

Newton Lima explica que as PDP’s garantem a compra da produção nacional pelo Ministério da Saúde, que disponibilizou um orçamento de R$ 35 bilhões para a aquisição dos medicamentos biológicos até 2016. “As PDP’s garantem o maior valor já investido pelo Governo Federal na produção de medicamentos com tecnologia nacional”, destacou.

Segundo informou o jornal Valor Econômico, a empresa recebe financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e deve entrar em operação em 2017. “A política do governo federal é clara: fomentar a produção de medicamentos biológicos no país”, explicou Newton Lima.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias