Menu
quarta, 15 de agosto de 2018
Cidade

Marquinho Amaral prestará homenagem ao bispo Dom Paulo Sérgio Machado

Religioso receberá o título de Cidadão Honorário de São Carlos em sessão solene

19 Jul 2014 - 10h07Por Da assessoria de imprensa

O presidente da Câmara, vereador Marquinho Amaral (PSDB), prestará uma homenagem ao bispo Dom Paulo Sérgio Machado, entregando-lhe o título de Cidadão Honorário de São Carlos, em uma sessão solene a ser realizada no dia 24 de setembro, na sede do Legislativo. Por meio de um decreto legislativo de 5 de outubro de 2011, do então vereador Roberto Mori Roda (PV), desde então o Bispo Diocesano aguarda o seu título, que o congratula pela relevante atuação religiosa na cidade.

Segundo Marquinho, o bispo possui inúmeras ações beneficentes em prol da população são-carlense, cidade onde se estabeleceu desde 22 de novembro de 2006, após ser transferido pelo Papa Bento. "O Bispo possui uma história de vida baseada na obediência a Deus, seguindo os ensinamentos de Cristo e da Igreja. Seu lado humano levou-o a fazer muitas ações não somente em nossa cidade. Para a Câmara é uma honra poder entregar-lhe esse título", destaca Amaral.

Na última semana, o presidente da Câmara e o padre Márcio Gaido, responsável pela Paróquia de Santo Antônio de Pádua, se encontraram com o bispo para comunicá-lo sobre a homenagem e combinaram uma data para a realização da entrega do título.

HISTÓRIA - Dom Paulo Sérgio Machado nasceu em 22 de novembro de 1945 em Patrocínio, Minas Gerais. Filho de João Olímpio Machado e Maria Rabelo, tem sete irmãos, um dos quais é seu irmão gêmeo, Pe. Sérgio Paulo Machado. Em 1957, ingressou no Seminário São José, em Uberaba, onde cursou o primeiro e o segundo graus. É Licenciado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Divinópolis (MG) e Bacharel em Teologia pelo Instituto Central de Filosofia e Teologia da Universidade Católica de Minas Gerais. Ordenado Presbítero por Dom José de Almeida Batista Pereira, Bispo de Guaxupé, em Coromandel, em 8 de abril de 1972. Exerceu, por dezessete anos, o ministério sacerdotal em Coromandel, entre diversos outros cargos. Cursou, por dois anos (1976 - 1977), na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, onde especializou-se em Teologia Pastoral; fundou a Cooperativa Habitacional de Coromandel quando construiu, em parceria com o governo do Estado, 200 casas para famílias carentes; promoveu, em convênio com a Universidade do Trabalho do Estado de Minas Gerais (Utramig), cursos profissionalizantes. Fundou associações e cooperativas e auxiliou, com captação de recursos, na construção de diversas obras populares.

Foi nomeado Bispo de Ituiutaba no dia 26 de julho de 1989. Em 22 de novembro de 2006, foi eleito pelo Papa Bento XVI como 6º Bispo Diocesano de São Carlos. Nesta diocese realizou várias atividades: Abertura do Seminário Menor em Araraquara; Reforma do Seminário Maior da Filosofia em São Carlos (na ocasião visita do Núncio Apostólico no Brasil - Dom Lorenzo Baldisseri); realizou a reforma da Cúria; construção da capela na Casa de Nazaré; criou dois santuários, entre diversas outras ações.

Ordenou 89 sacerdotes, sendo 48 em Ituiutaba e 41 na Diocese de São Carlos; criou mais 41 Paróquias na Diocese; implantou a nova configuração pastoral, criando 10 regiões pastorais, favorecendo assim a aproximação dos padres e sua participação nas reuniões. Enviou três padres a Roma para curso de especialização.

 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias