Menu
sábado, 15 de dezembro de 2018
Cidade

Mais um Lobo-Guará morre atropelado na rodovia SP-318

29 Abr 2014 - 17h28

Um Lobo-Guará morreu atropelado na noite desta segunda-feira (28), na rodovia Thales de Lorena Peixoto (SP-318).

O jornalista Alexandre Milanetti que passou pelo trecho da estrada pouco depois do atropelamento se deparou com o animal caído no meio da pista e ainda intacto. “É o maior exemplar que já vi da espécie. Não reparei se era macho ou fêmea, mas a julgar pelo tamanho, arrisco dizer que era macho. Tinha pelo menos 80 cm de altura e cerca de 1,10 m de comprimento”, disse o jornalista.

Esse é o segundo caso registrado em 15 dias. No dia 14 outro exemplar foi atropelado na mesma rodovia, perto da entrada norte da UFSCar.

Sobre o Lobo-Guará

O lobo-guará (nome científico: Chrysocyon brachyurus), também conhecido como guará, aguará, aguaraçu, lobo-de-crina, lobo-de-juba, lobo-vermelho ou simplesmente lobo,4 5 é uma espécie de canídeo endêmico da América do Sul e único integrante do gênero Chrysocyon. A espécie não está diretamente ligada a nenhum outro gênero de canídeos e aparentemente é uma relíquia da fauna pleistocênica da América do Sul, que desapareceu, na maioria, após a formação do Istmo do Panamá.6 7

De uma população total estimada em 23 600 indivíduos, cerca de 21 746 encontram-se no Brasil, 880 no Paraguai e 660 na Argentina e provavelmente não mais de 1 000 animais na Bolívia.8 9 De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), o estado de conservação da espécie é pouco preocupante, mas no Brasil o lobo-guará é considerado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) uma espécie ameaçada de extinção, com estado de conservação vulnerável. (com informações do Wikipédia).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias