Menu
sábado, 26 de maio de 2018
Cidade

Greve dos agentes penitenciários superlota Centro de Triagem de São Carlos

18 Mar 2014 - 10h09
Delegado seccional espera que a situação seja resolvida o mais  breve possível. - Delegado seccional espera que a situação seja resolvida o mais breve possível. -

A greve dos agentes penitenciários iniciada no último dia 10 provocou a superlotação de vários Centros de Triagem (CT) do interior do Estado de São Paulo. O problema mais grave está no Centro de Triagem de São Carlos que até o final da tarde desta segunda-feira (17) encontrava-se abrigando 49 presos em cinco celas quando no máximo deveria abrigar 30 detentos que aguardam transferências para presídios da região.

O delegado Seccional de São Carlos, Luiz Antonio Rodrigues disse que o Centro de Triagem de São Carlos está com sua capacidade esgotada, porém ele informou que ainda terá que receber presos e para isto determinou que o delegado Geraldo Souza Filho realizasse um plano emergencial para que o Centro de Triagem consiga comportar a população carcerária. Ele também informou que policiais da remoção da região de Araraquara foram colocados na muralha do Centro de Triagem para evitar fugas. Ele disse que presos de São Carlos, Araraquara, Matão e região seguem sendo recebidos em São Carlos porque não há alternativa para o problema. Ele vem mantendo contato com delegados de todo estado para tentar encontra uma solução para o problema até que a greve dos agentes penitenciários termine e novamente os detentos sejam encaminhados para as penitenciárias.

Centro de Triagem vive superlotação com a greve dos agentes penitenciários.A reportagem apurou que São Carlos por ser o maior Centro de Triagem (CT) da região de Ribeirão Preto vem sofrendo com o problema que também atinge as unidades de Batatais, Severina e Santa Rosa do Viterbo que também vem registrando superlotação de presos. Semanalmente São Carlos envia para o ADP de Araraquara aproximadamente 90 detentos de 27 cidades das regiões de São Carlos, Araraquara, Matão entre outras.

A reportagem conversou com alguns agentes penitenciários que concordaram em falar sem ser identificados. Segundo eles nenhuma ordem judicial será respeitada fora da assembléia e somente na próxima quarta-feira (19) uma decisão seria tomada para rever a situação.  

O governo do estado obteve na última quinta-feira (13) uma liminar que proíbe os agentes penitenciários de impedir a transferência de presos, porém a decisão não estaria sendo respeitada.

Os parentes de presos que visitaram as penitenciárias de Itirapina e Araraquara, que recolhem a maioria de presos de São Carlos, Rio Claro e Araraquara, informaram que a situação dentro dos presídios é tranquila e que não tiveram qualquer problema na entrada de alimentos (jumbo) para os presos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias