Menu
sexta, 19 de outubro de 2018
Cidade

Farmácia da rede privada oferece medicamentos gratuitos

09 Nov 2006 - 18h26Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Com o objetivo de contribuir com a divulgação do Programa Farmácia Popular do Brasil, uma farmácia da rede privada de São Carlos, credenciada ao programa implantado pelo governo federal, está oferecendo aos clientes medicamentos gratuitos para hipertensão e diabetes. Para adquirir o remédio, é preciso apresentar, além do receituário médico, o CPF do paciente. Não se trata de nenhum milagre, na verdade os medicamentos que fazem parte do Programa Farmácia Popular são subsidiados pelo Ministério da Saúde, que paga entre 55 e 95% de seu valor ao estabelecimento privado. O restante vinha sendo pago pelo consumidor, entretanto, a rede privada passou a oferecer descontos no preço do medicamento, transformando a aquisição gratuita.

Quem ganha com essa medida são os hipertensos e diabéticos, que passam a ter um importante incentivo na continuidade do tratamento de saúde. Entre os medicamentos que estão sendo oferecidos gratuitamente o atenolol 25 mg, enalapril 10 mg, glibenclamida 5 mg, captopril, 25 mg, insulina N, metformina 500 e 850 mg, propanolol 40 mg e hidroclorotiazida 25 mg.

A estratégia da empresa, segundo o gerente do Drogão Super, Neutácio Anselmo de Queirós, é pioneira no mercado e pretende “fazer com as pessoas conheçam melhor como funciona o Programa de Farmácia Popular na iniciativa privada, oferecendo novas alternativas para o consumidor”. A procura pelos medicamentos no estabelecimento aumentou em cerca de 200% desde o dia 5 deste mês, quando os consumidores passaram a retirar o medicamento de graça na farmácia.

Preços mais baixos
Quando o medicamento não é oferecido gratuitamente ele é vendido a preço de custo. Pelo fato de estarem credenciadas ao Programa da Farmácia Popular, em São Carlos, outros dois estabelecimentos também vendem medicamentos da Farmácia Popular na cidade. O consumidor poderá identificar o estabelecimento por meio de um cartaz alusivo ao programa, afixado na entrada do estabelecimento.

São Carlos tem ainda na rua Santa Cruz, 198, a sua Farmácia Popular, programa que foi implantado na cidade em dezembro do ano passado e já beneficia cerca de quatro mil pessoas mensalmente, oferecendo 98 tipos de medicamentos para a venda. Entre os mais procurados estão remédios para hipertensão, diabetes, colesterol, antibióticos, antiinflamatórios, antitérmicos, além de saúde da mulher, saúde mental e contraceptivos, tudo a preço de custo.

É importante lembrar que existem duas diferenças básicas para que o paciente possa comprar o medicamento. Na Farmácia Popular da Prefeitura basta o consumidor apresentar uma receita médica. Nas farmácias da rede privada credenciada ao programa, além do receituário médico não superior a seis meses, é preciso apresentar o CPF da pessoa que vai utilizar o remédio. Sem o receituário as farmácias não vendem o medicamento.

O secretário municipal de Saúde, Dirceu Barbano, informa que os medicamentos chegam mais barato para o cidadão porque o governo federal paga a maior parte do preço do remédio para a farmácia. “É importante explicar, a partir da adesão das farmácias da rede privada, que com essa ação o governo está levando os benefícios da Farmácia Popular para mais lugares e mais pessoas, como é o caso de São Carlos. Agora, além da unidade implantada por iniciativa do prefeito Newton Lima, em parceria com o governo federal, os cidadãos a médio e longo prazo poderão adquirir também medicamentos de baixo custo nas farmácias mais próximas de sua residência que estiverem credenciadas no programa”.

A secretaria municipal de Saúde tem procurado inclusive incentivar a adesão de mais empresas ao projeto em parceria com a Associação dos Proprietários de Farmácias explicando quais são os benefícios do programa tanto para os empresários quanto para o consumidor. A Farmácia Popular de São Carlos é emblemática porque inclui as pessoas que têm dificuldades de pagar o medicamento na farmácia e, através do novo sistema, com preços populares, tem a oportunidade de continuar realizando regularmente o tratamento de sua doença sem interrupção do processo por problemas de ordem financeira. A expansão para o setor privado vai facilitar ainda mais a vida das pessoas que não precisam mais se deslocar do seu bairro para adquirir o medicamento no centro da cidade”, finaliza Barbano.

Para as pessoas que muitas vezes não encontram todos os tipos de medicamentos receitados pelos médicos na Farmácia Popular da Prefeitura, o secretário tem uma boa notícia. “Hoje são 98, mas já há um elenco que o Ministério da Saúde pretende incluir, podendo chegar a 105 medicamentos”, afirma. O horário de funcionamento da Farmácia Popular da Prefeitura é de segunda a sexta, das 8h às 18h. Aos sábados, o atendimento é feito das 8h às 12h.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias