Menu
sábado, 22 de setembro de 2018
Cidade

Diversidade comemora o dia nacional do orgulho LGBT

13 Jun 2014 - 22h27
0 - 0 -

A secretaria de Cidadania e Assistência Social, em parceria com a secretaria de Educação, por meio da Divisão de Políticas para a Diversidade Sexual, prepara um ciclo de atividades em todas as escolas da rede municipal para comemorar o dia 28 de junho, Dia Nacional do Orgulho LGBT.

As atividades serão desenvolvidas semanalmente, dentro dos HTPCS (Horário Pedagógico Coletivo e o calendário atenderá uma escola por semana. “A idéia surgiu de vários diálogos com educadores, profissionais da rede de Educação e com os próprios alunos, e percebemos uma ausência de informações a respeito da diversidade”, explicou a Chefe de Divisão, Angela Lopes. Segundo ela, as atividades irão fornecer aos educadores, ferramentas importantes para compreender as diversas faces da população LGBT, especialmente travestis e transexuais. Com isso, pretende-se com essa iniciativa, criar no espaço escolar, um ambiente acolhedor, respeitador e propício para o desenvolvimento intelectual e humano, exercitando o respeito e o convívio com a diversidade. “Isso garantirá  a permanência de todos alunos no espaço escolar e evitando a evasão”, explicou.

Ainda, segundo Angela Lopes, o Orgulho LGBTé o conceito segundo o qual gays, lésbicas, bissexuaise transexuais(LGBT) devem ter orgulho da sua orientação sexuale identidade de gênero.

Para a secretária Wiviane Tiberti, a Cidadania, por meio da Divisão, vem desempenhando, desde o ano passado, um trabalho diferenciado no município, por tratar-se de um tema ainda muito polêmico para a maioria das pessoas.  “O nosso foco é informar e sensibilizar, para isso, diversas atividades já foram desenvolvidas, como por exemplo, cursos de capacitação para agentes municipais, ciclos de palestras em outros espaços educacionais, formação de rede de atendimento nos CRAS, a fim de dialogar e prestar apoio às famílias de pessoas LGBTs”, disse a secretária reforçando a  parceria com OAB e a Defensoria Pública que garantem a proteção judicial e o atendimento para eventuais casos de discriminação e violência. “Realizamos também o atendimento a travestis e transexuais por meio da rede municipal de saúde e garantimos ainda, a inclusão em cursos de capacitação e profissionalização, recolocação profissional por meio de parceria com a Secretaria de Emprego e Renda, além de atendimento sócio assistencial”, disse.

Com estas ações realizadas pela secretaria, Wiviane afirmou que está sendo possível resgatar a autoestima das pessoas LGBTs, e também oferecer ferramentas a toda sociedade, a fim de promover uma melhor compreensão que minimize o estado de sofrimento e o estímulo o respeito e a convivência pacífica.  

 

Histórico

O movimento de orgulho LGBT começou após a Rebelião de Stonewallem 28 de junho de 1969, nos Estados Unidos, quando homossexuais em bares locais enfrentaram a fúria e a opressão da polícia de Nova Iorque num ato inconstitucional.

Apesar de ter sido uma situação violenta, o incidente deu à comunidade até então “underground” o primeiro sentido de orgulho comum lutando pelo direito de expressar sua identidade e orientação sexual. A partir deste incidente, surgem inúmeras manifestações públicas pelo direito ao respeito e a livre expressão da identidade.

As paradas do Orgulho LGBT, no entanto, surgem neste contexto, tornando-se um marco mundial e um importante mecanismo de luta e de reivindicação por respeito e igualdade. Dessa forma, a parada do Orgulho LGBT, que hoje acontece em inúmeros países, comemorava o aniversário da Rebelião de Stonewall.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias