Menu
quarta, 23 de maio de 2018
Cidade

Diretores realizam mais duas assembleias nesta terça-feira

09 Abr 2014 - 13h41
0 - 0 -

Diretores do Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (Sindspam) com apoio da subsede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de São Carlos realizaram mais duas assembleias itinerantes nesta terça-feira (08). Na hora do almoços os sindicalistas estiveram na saída dos alunos do CAIC do bairro Cidade Aracy e tiveram oportunidade de transmitir aos servidores daquela unidade escolar como está as negociações sobre o reajuste salarial com a Prefeitura Municipal. Alguns servidores, apesar do pouco tempo de almoço, ficaram do lado de dentro da escola para ouvir a mensagem, outros saíram e abordaram os diretores para perguntar sobre o trabalho que vem sendo feito desde que o estado de greve foi decretado pela categoria.

Depois no início da tarde os diretores estiveram na frente da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Cruzeiro do Sul, neste local os servidores pararam suas atividades por cerca de meia hora para acompanhar a assembleia.

O presidente do sindicato Adail Alves de Toledo, ficou satisfeito com o resultado das assembleias realizadas neste primeiro dia de movimento. “Começamos logo cedo com os companheiros do SAAE a adesão lá foi de praticamente 100% do pessoal operacional, eles pararam por cerca de uma hora para acompanhar a assembleia, fizemos a mesma de uma forma para não atrapalhar o atendimento a população, depois estivemos no CAIC onde apesar da correria dos professores, já que eles tem pouco tempo para se deslocar para o almoço ou para outra escola, muitos ouviram a mensagem do sindicato e até nos abordaram para saber detalhes de uma possível greve, por último passamos na UBS do Cruzeiro onde os servidores pararam suas atividades e prestaram bastante atenção a nossa mensagem”, comemorou Adail.

O presidente disse ainda que esse trabalho de conscientização com os servidores irá transcorrer durante toda a semana. “Não queremos a greve, queremos negociar com a Prefeitura, mas ela não está disposta em nos atender, sendo assim não nos resta outra alternativa a não ser organizar a categoria para do deflagrar a greve, caso ela seja necessária”, disse o presidente. 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias