Menu
terça, 16 de outubro de 2018
Os Melhores

Desafio UFSCar de Inovação e Empreendedorismo premia projetos vencedores

Evento no dia 7 de junho reuniu representantes do ecossistema de inovação de São Carlos e foi aberto ao público

12 Jun 2018 - 08h12Por Redação
Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann entrega prêmio aos vencedores - Crédito: Tatiane LiberatoReitora da UFSCar, Wanda Hoffmann entrega prêmio aos vencedores - Crédito: Tatiane Liberato

Na última quinta-feira, dia 7 de junho, a Agência de Inovação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realizou o evento de encerramento da primeira edição do Desafio UFSCar de Inovação e Empreendedorismo, selecionando os dois projetos vencedores nas categorias startup e licenciamento. A iniciativa objetivou levar efetivamente à sociedade os avanços tecnológicos resultantes de estudos, pesquisas, esforços acadêmicos e empreendimentos de alunos, docentes, técnico-administrativos e outras pessoas com vínculo com a Universidade. O evento de encerramento, que aconteceu no Anfiteatro Bento Prado Júnior, na área Norte do Campus São Carlos, foi uma oportunidade para o público interessado conhecer e interagir com o ecossistema de inovação de São Carlos e região.

Na ocasião, a palestra de abertura intitulada "O que as cinco empresas que mais valem no mundo têm que nós não temos" foi proferida pelo conselheiro empresarial Marcelo Smarrito e, em seguida, as dez equipes finalistas apresentaram um pitch de seus negócios aos jurados convidados, que elegeram os dois projetos vencedores: o "Material para indústria ortopédica", desenvolvido por Gustavo Trindade Valio, na categoria startup; e a "Manta de vidro bioativo para regeneração de feridas", de Marina Trevelin Souza e Clever Chinaglia, na categoria licenciamento.

Os ganhadores receberam um pacote de serviços da Amazon no valor de 5 mil dólares, além de espaço de uso no Onovolab (plataforma para o desenvolvimento de projetos inovadores) por 3 meses, participação gratuita no programa de capacitação da Fast Track Ventures também por 3 meses, uma bolsa do Programa Integrado de Capacitação em Finanças oferecida pelo Sebrae e um troféu de participação entregue pela Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, que cumprimentou os participantes, apoiadores e patrocinadores do Desafio. "Neste momento existem ganhadores, mas não existem perdedores. Existem pessoas que trilham o futuro com coragem, mesmo diante de tantas incertezas atuais no Brasil. A missão da universidade é formar pessoas, gerar e estar na fronteira do conhecimento e, portanto, buscar inovação. Muito obrigada por estarem na UFSCar", declarou Hoffmann.

Anderson Criativo, CEO do Onovolab, parabenizou os envolvidos na realização do evento, ressaltando a qualidade dos projetos finalistas e afirmando que o incentivo ao empreendedorismo com a realização do Desafio é uma semente que será cultivada e dará frutos em um futuro próximo. "Todas as pessoas que acompanharam o processo não se decepcionaram com a qualidade e viabilidade dos projetos. Então, não vencer quer dizer muito pouco porque o mercado é grande e as ideias são diferentes umas das outras. A partir de agora, vale seguir o coração empreendedor, verificar o que se deseja para a vida, o que brilha os olhos, e investir em sua continuidade porque o mercado tem oportunidade para todo mundo voar muito longe", disse ele. Já o gerente da Fast Track Ventures, Sérgio Caliani, também agradeceu a oportunidade e parabenizou os envolvidos, ressaltando que a universidade e o empreendedorismo devem sempre caminhar lado a lado.

Para o sócio-fundador da empresa TokenLab, Tiago Gaspar, ex-aluno da UFSCar, o maior legado que os participantes levarão é a capacitação oferecida pelo Desafio, oportunidade que ele não teve há sete anos, quando abriu sua empresa dentro da Universidade. "Eu fiz basicamente o que vocês estão fazendo e, na época, não tinha nenhuma ferramenta para o empreendedorismo. Independente do vencedor, o conhecimento para fazer o negócio acontecer vai ser muito útil nestes e em outros projetos que possam desenvolver. Nesse sentido, a iniciativa da Universidade é fantástica, porque eu gostaria de ter estado no lugar de vocês", destacou Gaspar.

Ao final da premiação, o Pró-Reitor de Extensão da Universidade, idealizador do Desafio UFSCar e ex-diretor da Agência de Inovação, Roberto Ferrari Júnior, ressaltou o evento como um marco para a história da Instituição e na carreira dos participantes. "Vocês são a semente do futuro. Suas ideias e pensamentos podem transformar a sociedade de forma muito positiva", concluiu Ferrari.

FASES DO DESAFIO UFSCar

A primeira fase do Desafio UFSCar contou com a inscrição de 90 equipes - em um total de 241 participantes -, que estiveram presentes no encontro presencial público em novembro de 2017 para interação e troca de experiências, além da realização da primeira versão do modelo de negócios em uma maratona de canvas. Durante a segunda fase - entrega do modelo de negócios simplificado -, os participantes receberam feedbacks de profissionais do mercado sobre seus projetos. Já na terceira fase, foram oferecidas capacitações aos participantes sobre teste de conceito, análise de mercado, planejamento financeiro, fontes de financiamento, apresentação de pitch e propriedade intelectual.

Além disso, foi realizado um evento de treinamento de pitch e networking em março de 2018 - o Open Mic Day -, que visou favorecer o amadurecimento dos projetos. A partir daí, 20 equipes elaboraram um plano de negócios detalhado e, dentre elas, foram definidas as 10 equipes finalistas, então levadas ao desenvolvimento de marcas e ações de mercado. Para a definição das equipes finalistas, 20 avaliadores com experiência no mercado foram convidados a considerar os critérios: potencial de globalização e para benefício da sociedade; viabilidade econômica e de desenvolvimento; inovação e originalidade; além do comprometimento da equipe.

No evento de encerramento, os finalistas dos projetos (Agricultura de precisão para pequenos produtores; Carvão ativado; Compósitos vidro-mineral; Ecosystal3d comunicação sustentável;Impressão 3D: próteses ortopédicas para todos; Kidsnet: o portal das crianças; Manta de vidro bioativo para regeneração de feridas; Material para indústria ortopédica; e Pulseira com sensores) apresentaram seus pitches a uma banca de jurados composta por sete investidores que, após avaliação, definiu os vencedores da primeira edição do Desafio UFSCar de Inovação e Empreendedorismo. Mais informações no site da Agência de Inovação da UFSCar, em http://inovacao.ufscar.br.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias