Menu
segunda, 21 de maio de 2018
Cidade

Defesa Civil de São Carlos participa de congresso da ONU no Equador

10 Jun 2014 - 20h38
0 - 0 -

A Defesa Civil de São Carlos, por meio da Prefeitura Municipal, participou da Plataforma Regional para Redução de Riscos a Desastres da América, que aconteceu na cidade de Guayaquil no Equador, no mês passado. O Congresso que reuniu vários profissionais da área para o intercâmbio de informação e conhecimento foi realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), através da Agência das Nações Unidas para a Redução de Desastres (UNISDR), juntamente com o governo do Equador.

Durante o evento multisetorial foram discutidos os compromissos e preocupações dos governos nacionais, estaduais e municipais, Organizações Não Governamentais (ONGs) e comunitárias, instituições científicas e acadêmicas, o setor privado, doadores e meios de comunicação, com participação de quase 800 pessoas de todos os países da América.

Segundo o diretor da Defesa Civil de São Carlos, Pedro Caballero, que representou a cidade de São Carlos no evento, sua participação está relacionada ao Programa de Desenvolvimento da Gestão de Riscos do Município, proposto pelo prefeito Paulo Altomani. “O Programa está em estudo e logo será apresentado a comunidade, juntamente ao Ministério Público”, disse ele. 

De acordo com Caballero, o evento possibilitou a troca de informações e experiências, através dos maiores especialistas do mundo e da América, na melhoria de processos de planificação, monitoramento do desenvolvimento sustentável, seguindo o Protocolo de Hyogo (Prevenção a desastres) e de Kyoto (Sustentabilidade ambiental) que foram assinados pelo Brasil, e de medidas para adaptação as mudanças climáticas que preocupam a UNISDR.

Caballero contou ainda que São Carlos se prepara para ser modelo em Proteção e Defesa Civil a nível nacional, desenvolvendo plataformas técnicas para um trabalho conjunto entre as diversas secretarias do Município, que irá oferecer apoio futuro aos 26 municípios da região. “Os desastres não possuem fronteiras políticas nem administrativas e necessitam das universidades e do conhecimento tecnológico para serem trabalhados da melhor forma dentro do município e em toda a região”, finalizou ele.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias