Menu
quarta, 17 de outubro de 2018
Cidade

Câmara declara luto oficial pela morte de Jair Rodrigues, “Cidadão Honorário de São Carlos”

08 Mai 2014 - 18h29
0 - 0 -

A Câmara de São Carlos, por meio de seu presidente, vereador Marquinho Amaral (PSDB) baixou portaria declarando luto oficial de três dias pela morte do cantor Jair Rodrigues, “Cidadão Honorário de São Carlos” conforme o Decreto Legislativo No. 381. O artista faleceu nesta quinta-feira (8) aos 75 anos em São Paulo. Jair Rodrigues de Oliveira era casado com Claudine e pai de Jair e Luciana, também cantores.

O título recebido em São Carlos foi uma iniciativa do ex-vereador Paulo Edmundo Dias Duarte, e o documento entregue em solenidade proposta pelo ex-vereador Rubens Maciel no dia 19 de outubro de 2007, nas dependências do Sesc São Carlos.

Marquinho fez questão de relembrar o belíssimo show que o cantor promoveu na cidade de São Carlos no Carnaval deste ano.

“Jair Rodrigues esteve em São Carlos no Carnaval e fez um belo show para a população. Esta Casa de Leis expressa comoção pela perda desse artista, que muito contribuiu com a Música Popular Brasileira”, ressaltou Marquinho.


Jair Rodrigues era natural de Igarapava onde nasceu em 1939. Ainda na infância mudou-se com a família para Nova Europa onde viveu até 1954 quando se mudou com a família para São Carlos, onde iniciou como  crooner e se destacou como calouro nos programas de auditório da Rádio São Carlos até o final da década de 1950.

Exerceu várias profissões, entre elas a de alfaiate e no início dos anos 60 seguiu para a capital paulista onde brilhou em programas de televisão e em 1964, lançou seu primeiro compacto, chamado “Vou de Samba com Você”, seguido de “O Samba Como Ele É”, que continha “O Morro Não Tem Vez”, música de Tom Jobim e Vinicius de Moraes que se tornou o primeiro grande sucesso do cantor. Ao lado de Elis Regina, fez muito sucesso com sua parceria no programa O Fino da Bossa, programa da TV Record, em 1965 e no ano seguinte alcançou o sucesso ao participar do Festival da Canção com a música “Disparada”.

Jair também se apresentou em festivais internacionais como o MIDEM (França), o Montreux (Suiça) e o San Remo (Itália); com Elis Regina e o Zimbo Trio ele se apresentou no Cassino Estoril, em Portugal, no Teatro Famoso, na Argentina, e no Cine Ávis, em Angola.Foi o primeiro grande cantor a gravar e fazer sucesso com samba-enredo de escolas do Rio, principalmente os da Acadêmicos do Salgueiro, como Bahia de Todos os Deuses, Festa para um Rei Negro e Mangueira, Minha Querida Madrinha.

Apresentou-se no Carnaval 2014 em São Carlos, na companhia de sua filha Luciana Mello, na Praça do Mercado Municipal, onde, encantou o público com seus sucessos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias