Menu
domingo, 21 de outubro de 2018
Cidade

Altomani e Pepino assinam convênio de 28 milhões para ampliação da ETE Monjolinho

30 Mai 2014 - 22h17
0 - 0 -

O convênio que prevê o maior investimento a fundo perdido já conquistado pelo município de São Carlos, foi assinado nesta sexta-feira (30), na sede administrativa da Caixa Econômica Federal, em Piracicaba. O prefeito Paulo Altomani e o presidente do SAAE - Serviço Autônomo de Água Esgoto, Sérgio Pepino sacramentaram a obtenção do recurso junto com o superintendente regional da CEF, Carlos Henrique Almeida Custódio. O convênio faz parte do programa PAC 2, com o Ministério das Cidades, no valor 28,9 milhões, para a construção do terceiro módulo da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do córrego do Monjolinho. Acompanharam Altomani à Piracicaba o vereador, presidente da Câmara Municipal, Marquinho Amaral e o ex-Deputado Federal, Lobbe Neto.

Atualmente, a ETE trata 636 litros de água por segundo, que corresponde 92% do todo esgoto da cidade. A ampliação de mais um módulo, possibilitará um aumento de 50% na capacidade do tratamento esgoto despejado, tornando a cidade capaz de atender uma população projetada de até 350 mil habitantes, prevista para o município em 2031. De acordo com o presidente do SAAE, Sergio Pepino, quatro projetos de saneamento que preparam a cidade para o futuro, foram cadastrados junto ao Ministério das Cidades, sendo dois deles, aceitos, defendidos e contemplados.

“Hoje confirmamos mais uma vitória para a população de São Carlos no quesito saneamento, para os próximos 17 anos. Foi uma tarefa difícil, pois tivemos que conciliar o trabalho diário do SAAE com a elaboração dos projetos. Hoje assinamos o contrato de quase 29 milhões para ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto, e em breve, assinaremos o segundo convênio contemplado, que é a construção de uma Estação de Tratamento de Água no CEAT, com capacidade para atender toda a região Sul da cidade, que envolve os bairros Cidade Aracy, Zavaglia, Antenor Garcia entre outros”, disse o presidente do SAAE.

O superintendente regional da Caixa Econômico Federal, Carlos Henrique Almeida Custódio, explicou que a assinatura do convênio já garante todo o dinheiro para a execução do projeto, que será liberado na medida em que a obra for evoluindo. “São Carlos já é considerada uma cidade tecnologicamente avançada, agora com os recursos garantidos, também estará planejada e preparada para enfrentar problemas futuros de meio ambiente, saneamento e falta de água. É um prazer ter a Caixa Econômica, como gestora de um projeto como este, que vai garantir qualidade de vida para a população, disse ele”.

O prefeito Altomani, ao assinar o documento, não escondeu a alegria de mais uma conquista para o município. “É um passo importante que estamos dando na ampliação da infraestrutura de nossa cidade, que possibilitará novos investidores e um crescimento organizado, sem poluir ou degradar o Meio Ambiente. Quero parabenizar o empenho de todos do SAAE pelos projetos aprovados, dos vereadores que sempre estão nos apoiando e do governo, que está reconhecendo nosso trabalho sério. É um prazer compartilhar esse benefício com cada cidadão sãocarlense”, afirmou o prefeito Paulo Altomani.

A construção do terceiro módulo da Estação de Tratamento de Esgoto do córrego do Monjolinho entra agora em processo licitatório e a expectativa é que a obra seja construída num prazo de dois anos. Ao deixar de poluir e degradar o Meio Ambiente, o nome da cidade e os índices de avaliação de desenvolvimento humano atingirão um patamar mais elevado, que servirão de base de argumentação para a atração de novos investidores e geração de negócios promissores.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias