Menu
quarta, 17 de outubro de 2018
Brasil

Roubos no estado de São Paulo crescem quase 30% no primeiro semestre

28 Jul 2014 - 09h50

Entre janeiro e junho deste ano, o número de roubos no estado de São Paulo cresceu 29,48% em comparação ao mesmo período de 2013, passando de 124.158 casos para 160.763 este ano.

Em junho, o número de roubos também cresceu em todo o estado. Segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, foram registrados 25.614 casos de roubos, alta de 14,7% em relação a junho de 2013, quando ocorreram 22.329. Apesar do crescimento, a secretaria diz que esta foi a primeira vez no ano que o aumento nas ocorrências de roubos ficou abaixo dos 15%.

Considerando apenas a capital paulista, os casos de roubo cresceram 21% em junho, com 13.185 registros ante 10.896 em igual período do ano passado. É o 13º mês consecutivo em que os casos de roubos crescem na capital. A secretaria ressalta que é a primeira vez no ano em que o crescimento do número de casos é inferior a 25%.

“Os roubos continuam sendo nossa principal preocupação”, disse hoje (25) o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella. “Em junho, houve desaceleração. Os roubos tiveram aumento comparados com junho do ano passado. Mas comparado com os meses anteriores deste ano, o mês de junho já indica uma desaceleração.”

Segundo o secretário, o aumento de roubos pode ser explicado por várias razões, entre elas a impunidade. “É um fator que desautoriza e enfraquece muito o trabalho da polícia". De acordo com Grella, um levantamento feito com base apenas mostra que 69% das pessoas que foram presas por roubo já tinham pelo menos uma passagem pela polícia devido ao mesmo crime. "A impunidade está fora do alcance da polícia. O Congresso deve discutir alguns aprimoramentos na legislação penal e processual penal especialmente para dificultar a progressão criminal no cumprimento da pena para os crimes graves, como é o caso de roubo”, defendeu.

Fernando Grella disse que esse aumento "não é um problema só de São Paulo e não pode ser explicado só com o aumento ou não do contingente policial". "O que precisamos fazer é aprimorar as estratégias para enfrentar essa situação. Como fenômeno social, exige acompanhamento, diagnóstico e revisão de métodos, que é o que estamos fazendo”, acrescentou.

Grella negou que a redução do crescimento dos casos de roubos em junho em São Paulo esteja associada ao maior contingente policial para a Copa do Mundo na capital paulista. “Lógico que a presença policial é fundamental para a prevenção. Mas na Copa tivemos regiões que apresentaram redução e que não tiveram atuação excepcional por causa da Copa. Por outro lado, temos regiões, como a Vila Madalena, que teve alta concentração de policiais e altos índices de roubo. Não dá para fazer relação”, disse o secretário.

Já o número de homicídios e de latrocínios [roubo seguido de morte] caiu em todo o estado em junho na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Segundo o levantamento, o estado registrou 321 casos de homicídios em junho deste ano, enquanto no mesmo mês do ano passado ocorreram 356. Já os latrocínios passaram de 30  em junho do ano passado para 27 este ano. Outros dados que vêm apresentando redução são roubos de veículos, que caíram 2,56% em junho deste ano, com 7.877 registros, e furtos de veículos, que diminuíram 2,5%, com 9.861 casos no período.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias